quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Como o multiplayer se conecta à trama principal

Uma das maiores críticas a Mass Effect 3 é que não importa quantos aliados você fez ao longo dos três games: para conseguir todos eles na batalha da última missão  e consequentemente o melhor final possível , é necessário jogar o multiplayer para completar o mapa da galáxia. Agora em Mass Effect: Andromeda, você pode aproveitar cada modalidade separadamente, com direito a recompensas que podem ser usadas na campanha solo.
O que une o single player e o multiplayer em Andromeda são as chamadas Missões Apex (Equipes de Assalto). Vamos falar sobre elas adiante com mais detalhes, mas resumindo: trata-se de uma playlist que pode ser jogada por você e mais três pessoas online ou pela inteligência artificial (IA) do game.

Para tornar as missões ainda mais desafiadoras, além do nível de dificuldade há modificadores que podem ou não prejudicar o desempenho do seu personagem  similar ao que a Bungie faz nos assaltos de Destiny. Uma missão apex em Mass Effect: Andromeda, por exemplo, pode reduzir em 25% o dano causado por poderes, ou ainda nerfar a eficácia de todas as armas com exceção de um tipo específico. Obviamente, quanto maior for o seu nível, mais missões em níveis mais difíceis você poderá complet

domingo, 28 de maio de 2017

Farcry5

Far Cry 5 certamente vai fazer parte do noticiário, mesmo que o conceito do jogo agrade, incomode ou traga qualquer outro sentimento a você. A série Far Cry consegue alcançar lugares que nenhum outro jogo AAA ou de grande orçamento conseguiu nos últimos tempos. Talvez nenhum outro game tenha chegado nesse patamar de polêmica. O game será lançado para consoles e PC em 27 de fevereiro de 2018.

sábado, 6 de maio de 2017

O game traz combates estratégicos entre times nos quais os jogadores podem escolher uma grande variedade de campeões, cada um com suas habilidades específicas e classes. A grande diferença de Paladins é que o game investe bastante na personalização de cada um desses campeões através de um sistema de cartas que permite focar em certas habilidades e traçar táticas diferentes.
Outro destaque da semana foi Outlast 2, sequência do popular jogo de terror, que foi analisado completamente no review do TechTudo. O game é violento e repleto de tensão, e tudo isso representado com belos gráficos. Confira nosso resumo com as principais matérias da semana.

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Paragon

Mecânica dinâmica A mecânica de Paragon é outro fator interessante. Em vez de focar na estratégia da partida, o game também necessita de rapidez nos raciocínios e comandos. Por ser em terceira pessoa, os golpes e habilidades especiais devem ser usados com sabedoria, pois o inimigo pode desviar e contra-atacar. Deve-se estar sempre em movimento e com bom posicionamento, ao passo que evolui as habilidades do herói e compra itens, aqui chamados de "Cards", por serem cartões com características específicas. Embora a ação constante seja um dos maiores pontos de Paragon, a estratégia não fica de fora. O time deverá se unir e alcançar objetivos durante a partida para obter vantagem. Um deles são as "Harvests": construções dispostas pelo mapa que darão pontos de cartas para o time que o reivindicar. A equipe que não possuir Harvest pode destruir a do inimigo e conquistá-la. Além disso, há tropas na selva que dão poderes adicionais, como redução de tempo de recarga ou aumento de dano de ataque para quem as derrotar

domingo, 13 de dezembro de 2015

Franquia Dragon Age Já na série de RPGs produzida pela Bioware, o foco dos relacionamentos está na boa e velha sacanagem. O caminho entre se interessar por um NPC e conquistá-lo pode até ser trabalhoso. Mas, uma vez que você leva alguém para o quarto e vai se divertir fazendo "você sabe o quê", tudo está resolvido. Vocês são um casal, afinal de contas. Então, algumas ações amorosas vão ser habilitadas e seu par vai conviver mais tempo contigo dentro do jogo. Uma pena que nada disso seja realmente comovente. Até surgem cinemáticas para os casais, mas elas não são dignas de inspirar jogadores a abrirem seus corações para o amor na vida real.
Revelada alguns dias atrás pela Riot Games, a estátua da campeã Ahri teve o lançamento cancelado nesta quarta-feira (9). O motivo? Os fãs da personagem não gostaram da aparência do rosto da estátua, que estaria muito diferente do modelo visto no jogo e em artes conceituais. Alguns fãs do game apontaram que o pescoço da estátua era muito longo, enquanto outros se queixaram da maquiagem exagerada ao redor dos olhos e da estrutura facial, um tanto diferente da Ahri vista nas artes conceituais de "League of Legends". A estátua, chamada pela Riot Games de "Charme Letal", foi removida da loja online da produtora californiana. A Riot declarou que vai repensar "o design e a construção do seu rosto". A produtora explicou que o problema com o rosto do personagem infelizmente se deve a uma tentativa de reduzir custos para produzir um colecionável mais acessível